Marchinhas de Carnaval em Belo Horizonte criticam autoridades

“Zema, Zema desgovernador. Privatiza tudo sem pudor”, diz uma marchinha de carnaval composta pelos artistas Zé Maria da Viola e Joilson Cachaça. A música é uma crítica ao governador de Minas Gerais Romeu Zema (Novo). 

Continua após publicidade

Temas como o crescimento da dívida do Estado com a União e a atuação repressiva da Polícia Militar (PMMG) também aparecem na letra. Confira a letra:

“Zemané, cê é sempre zemané

larga a mão de ser cara de pau

da minha serra, cê tira o pé

e nã”>o venha surfar no meu carnaval

 

chegou o bloco fora zema

seu zé mané, por favor saia de cena

enquanto a dívida de minas só aumenta,

ele quer desfilar com a polícia truculenta

 

Zema, Zema desgovernador

privatiza tudo sem pudor

O governador é vigarista

Sempre passa pano pra fascista”

Nas últimas semanas, a gestão de Zema vem sendo criticada por sua postura em relação ao carnaval de Belo Horizonte, considerada “oportunista” por parte de agentes culturais do município. 

Na quarta-feira (24), blocos de rua lançaram o manifesto “Por um carnaval plural e com fomento para geral”. O documento já conta com quase 80 assinaturas e afirma que Romeu Zema está “tentando capturar a imagem de grande fomentador” do período carnavalesco da cidade. 

Além disso, artistas e foliões avaliam que as declarações recentes do vice-governador Mateus Simões (Novo) estimulam “a atuação agressiva da PMMG”. A atuação dos policiais durante o segundo dia do Ensaio Geral da capital mineira, que aconteceu no dia 14 deste mês, também foi rechaçada. 

“Marchinha contra Zema”

Nos últimos dias, também foi divulgada a “Marcinha contra Zema”, de Daniela Fischer, que ironiza com falas e declarações públicas dadas pelo governador à imprensa e em suas redes sociais. Confira a letra:

“Eu ‘ouvo’ sua fala mansa

Que não m’engana 

Não sou criança 

Zema, Zema, Zema

A tua fala lhe condena

E só mais um recado

Que eu quero lhe dar 

Tira o pé da minha Serra 

E deixa eu foliar”

Bloco “Fora Zema”

O Coletivo Alvorada e a Casa Socialista também anunciaram o bloco “Fora Zema”, que será no dia 8 de fevereiro, a partir das 12h, na rua Amianto, número 30, no bairro Santa Tereza. A programação do encontro conta com DJ, ensaio geral do bloco e o lançamento de outra marchinha em denúncia ao governador. 

“Nós preparamos uma recepção mais do que especial para esse desgovernador, que depois de cinco anos no cargo percebeu que nossa festa estava fazendo muito sucesso e, mesmo sem ser convidado, começou a dizer por aí que ele que estava patrocinando”, disse o coletivo Alvorada, nas redes sociais, ao convocar para o evento.

Fonte: BdF Minas Gerais

Edição: Larissa Costa

Relacionadas

  • Após 5 anos do rompimento da barragem da Vale, ninguém foi responsabilizado pelo crime

  • “Não queremos viver mais em um tempo de marginalização”, diz ativista trans de BH

BdF

  • Quem Somos

  • Parceiros

  • Publicidade

  • Contato

  • Newsletters

  • Política de Privacidade

Redes sociais:

Todos os conteúdos de produção exclusiva e de autoria editorial do Brasil de Fato podem ser reproduzidos, desde que não sejam alterados e que se deem os devidos créditos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2024 Influencer Task Platform – Ganhe comissões e bônus no Brasil
cc777